Licença: Domínio público. Fonte: Openclipart

Lobisomens existem para muitas pessoas com quem convivi durante o trabalho de campo. Outros seres mágicos também são mencionados, mas menos frequentemente e por pessoas mais velhas, mas o lobisomem ainda era um ser presente em Balduíno, no início dos anos 2010, e certamente continua existindo.

O folclorista brasileiro Luís da Câmara Cascudo escreveu sobre esse personagem (1) cuja origem na imaginação dos europeus seria uma história mítica dos povos gregos. Lycaon, príncipe da Arcádia, tentou matar Júpiter ao hospedar-se na casa do deus e por isso foi transformado em lobo. …


A maioria dos eleitores brasileiros é pobre (segundo o IBGE, 10% dos brasileiros concentram metade da renda do país) e percebe os debates políticos do país a partir de referências diferentes das pessoas que moram em bairros protegidos e têm acesso a benefícios como planos de saúde e serviços públicos e privados de segurança. A seguir, registro os principais motivos para muitos eleitores das camadas populares continuarem defendendo o governo do presidente Jair Bolsonaro.

  1. “O perseguido” — a frase mais comum que ouvi sobre política ao longo de 18 meses fazendo trabalho de campo em um bairro pobre é: “ políticos são todos iguais”. Segundo esse argumento, eles aparecem sorridentes durante as campanhas, dizem sim para tudo, e, se são eleitores, desaparecem… até a próxima campanha. Ao se posicionar como o “perseguido” pelos políticos tradicionais e corruptos, Bolsonaro aciona essa narrativa e quanto mais ele apanha ou se diz perseguido, mais ele se fortalece como alguém que está sendo boicotado pelo sistema.
  2. “Lula ladrão” — o item anterior se fortalece também a partir da…

A mensagem a seguir chegou via WhatsApp por um amigo. Vem da equipe das Obras Sociais do Mosteiro São Geraldo de São Paulo. A organização pode ser contatada clicando aqui.

Imagem licenciada com CC da Pixbay

Considerando a atual situação que estamos vivendo com esta pandemia, gostaríamos de saber se existe a disponibilidade de nos ajudar a divulgar a necessidade de recrutar profissionais para alguns atendimentos que estamos necessitando:

DENTISTAS — Temos um gabinete dentário fechado por falta de profissional. Caso algum dentista se interesse em atuar presencialmente, podemos disponibilizar o espaço na Unidade: CEI SER “Rua Itajubaquara, 140 Paraisópolis — SP”. Se tiver condições de contribuir, mas não puder atender presencialmente, poderá ceder algum horário em sua agenda para atender um ou mais casos em seu consultório;

PSICÓLOGOS — Necessitamos também de profissionais como Coach…


A jornalista estadunidense Isabel Wilkerson recentemente argumentou no livro Caste (Casta) que os Estados Unidos, o país que se autodefine como a “terra da liberdade”, é uma sociedade de castas semelhante à Índia.

Se você não ouviu falar da autora ou da obra, Wilkinson é uma jornalista vencedora do Pulitzer, o prêmio literário mais importante dos Estados Unidos, e a resenha de Caste publicada no The New York Times diz que o livro é “um clássico instantâneo … e quase certamente uma referência central entre os livros de não-ficção deste século” nos Estados Unidos.

Para Wilkerson, a condição de subordinação…


É tarde para substituir o modelo econômico planetário e salvar o futuro, mas você pode aproveitar melhor o tempo que resta.

O aumento da temperatura na terra nos últimos 1500 anos segundo registros da Nasa.

Há milhares de anos — pelo menos na tradição cristã — aparecem pessoas anunciando o fim do mundo. Jesus foi uma delas. Muitos outros vieram a seguir.

É, portanto, curioso e irônico que quem esteja dizendo isso agora são cientistas.

Mas mesmo esses cientistas parecem falar movidos por um sentimento sagrado, por algum tipo de fé.

São como um tipo de profetas que, diferente dos anteriores, não querem converter pessoas para uma religião a partir da ideia de que a salvação está no outro mundo, na outra vida.

Ao contrário, esses profetas cientístas são tremendamente impopulares. Mesmo quem acredita neles…


Os pré-candidatos de esquerda ensaiam diálogos com a população evangélica. Principal alicerce de Bolsonaro, esse grupo dá a entender nas pesquisas recentes que está aberto para apoiar outros candidatos em 2022.

Freixo e Lula com meu livro Povo de Deus

Eles são um a cada três brasileiros. Serão o principal grupo religioso do país em 10 anos. São diversos do ponto de vista teológico, predominantemente pretos ou pardos, mas pouco conhecidos pelas camadas mais escolarizados. São confundidos com os líderes de suas igrejas e os representantes eleitos da chamada bancada evangélica. Mas na eleição de 2018 eles decidiram a eleição em favor de Jair Bolsonaro. E agora que a popularidade do ex-capitão está em queda, presidenciáveis, especialmente da esquerda, ensaiam e testam formatos e narrativas para se aproximar dos evangélicos que rejeitam Bolsonaro.

Ciro e Lula fizeram disparos na semana…


Estamos naquele período do ano de fazer o imposto de renda.

Eu estava pensando em um certo casal que, neste período de pandemia, criou um negócio de marmitas saudáveis, e me perguntei: — será que eles estão pagando impostos corretamente? E mais: será que, tendo a possibilidade de sonegar de alguma maneira, eles fariam isso?

Entendo que a resposta para essa pergunta provavelmente seja “sim” para a maior parte dos brasileiros. Não tenho dados para sustentar a hipótese, só experiência como brasileiro e com brasileiros.

O brasileiro rico pratica sonegação e o pobre também. Ou seja, em qualquer oportunidade que…


Em 2022 a esquerda sinaliza que disputará o voto evangélico reconhecendo o impacto positivo da conversão para os brasileiros mais pobres.

O ex-presidente Lula e o deputado federal Marcelo Freixo durante reunião em maio de 2021.

Evangélicos já são um a cada três brasileiros, mas apesar da importância numérica desse fenômeno e de ele trazer consequências positivas para a vida dos brasileiros pobres, esse fenômeno é praticamente desconhecido e atacado de forma preconceituosa pelos brasileiros mais escolarizados — inclusive por aqueles que são de esquerda.

O voto evangélico influenciou o resultado da eleição presidencial de 2018, em parte porque o candidato vencedor foi o único que demonstrou interesse e respeito por esses religiosos. …


Globo e Record disputam audiência cristã, ao contrário do que o ambiente polarizado desta década sugere

Corisco por Othon Bastos em ‘Deus e o Diabo na Terra do Sol’,Glauber Rocha, 1964.

As pessoas que associam evangélicos, conservadorismo, Rede Record e governo Bolsonaro cometem dois equívocos:

  1. Há mais complexidade e pluralidade de valores entre evangélicos do que o conhecimento limitado sobre esse assunto sugere. Uma das características do protestantismo — e o cristianismo evangélico faz parte da tradição protestante — é a ideia da liberdade religiosa. A consciência do indivíduo e a relação da pessoa com Deus é mais importante do que a mediação das organizações. Quem não está satisfeito com as igrejas disponíveis, pode criar sua igreja. A consequência disso é que existem muitos tipos de igrejas hoje, que são produto…

O melhor cenário para Bolsonaro é instigar o debate sobre a pauta de costumes; o da esquerda é fortalecer canais de comunicação com moderados

Foto: Juliano Spyer

O presidente Jair Bolsonaro já não é franco favorito à reeleição em 2022. Ele corre o risco de nem chegar ao segundo turno pela maneira desastrada e irresponsável — para dizer o mínimo — como seu governo lidou com a pandemia. Isso se não houver impeachment antes.

A disputa está aberta e a única certeza em relação a 2022 é a de que o eleitor evangélico será protagonista na escolha do próximo presidente — como já foi em 2018 para eleger um candidato azarão, que não era o favorito do mercado nem tinha o apoio dos principais meios de comunicação…

juliano spyer

ethnographer, digital media enthusiast and writer

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store